Breaking

domingo, 2 de maio de 2021

Três pessoas foram assassinadas em Caruaru

PRIMEIRO HOMICÍDIO


O primeiro homicídio aconteceu na tarde deste sábado (01), feriado do Dia do Trabalhador, as margens da PE 95, na entrada do bairro Luiz Gonzaga em Caruaru, Giuliano Silva Monteiro, vulgo “Gil Bala” de 35 anos, que já foi preso algumas vezes por roubo de carros. Ele foi morto por disparos de pistola calibre 380.



A vítima parou o carro, um Ônix preto e foi a uma lanchonete lanchar e quando retornou e estava dentro do veículo para ir embora foi surpreendido com a chegada de alguns elementos em um veículo Doblô verde, que começaram a atirar, ele ainda tentou fugir a pé, mas foi alcançado e executado por trás do veículo.



“Gil Bala” era amigo do Wnedson Careca, que foi assassinado este ano no bairro São João da Escócia e do “Toninho Japonês” que foi assassinado há três anos no Sítio Serra Verde, na zona rural de Caruaru e apesar dos três terem sido mortos a tiros de pistolas o delegado da 20ª Delegacia de Homicídios, Dr. Elton Rodrigues, disse ser ainda cedo afirmar que há ligação entre os três casos.



O corpo da vítima foi encaminhado para o IML local.



O SEGUNDO HOMICÍDIO


O segundo homicídio foi registrado na noite deste sábado, 1º de Maio, feriado do Dia do Trabalhador em Caruaru. A segunda vítima da violência foi o ex-presidiário, Alan Gomes da Silva, de 27 anos, que morava no Sítio Lagoa do Paulista e foi morto a tiros no início da noite, na estrada do Sítio Pitombeira.



Possivelmente a vítima foi levada pelo assassino a este local de moto, que o matou e se evadiu, pois a vítima estava com um capacete na cabeça. A perícia verificou que havia uma certa quantia em dinheiro na carteira da vítima e inicialmente a polícia descartou a hipótese de latrocínio e essa possibilidade foi levantada porque as pessoas que encontraram o corpo da vítima usando o capacete, imaginaram que fosse um motoqueiro que estivesse sido morto ao reagir a um assalto e que o assaltante tivesse levado a sua moto.



Este foi o segundo homicídio registrado no mês de Maio e o trigésimo-quinto do ano de 2021 este ano em Caruaru e o corpo foi encaminhado para o IML local.



TERCEIRO HOMICÍDIO


O terceiro homicídio em menos de 24 horas em Caruaru foi descoberto pela polícia na manhã deste domingo (02), dentro de um pequeno córrego num terreno baldio por trás do posto de saúde da Vila Kennedy e teve como vítima, o ex-presidiário, Hugo Henrique da Silva, de 23 anos, que foi assassinado possivelmente a pedradas e pela rigidez cadavérica provavelmente foi assassinado durante a noite.



O pai da vítima, Seu José Ramiro, disse que o filho além de ter sido preso por roubar motocicletas e que deixou o presídio há seis meses, já teve passagem pela Funase quando menor, porém não lembra o motivo. 



Ele falou ainda que o filho estava desempregado e que era usuário de drogas, mas não tem nenhum suspeito pelo cometimento do crime. Inclusive não sabe como ele conseguia dinheiro para comprar a droga.


Este foi o terceiro homicídio registrado no mês de maio e o 36º do ano de 2021 e o corpo foi encaminhado para o IML local.


Com informações do Adielson Galvão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário