Breaking

domingo, 8 de agosto de 2021

Balanço automotivo: vendas da Toyota avançam em julho

Dos 162.404 automóveis e comerciais leves novos emplacados em julho no país, 43.684 foram produzidos pela Fiat. A empresa continua ampliando sua participação e chegou a 26,90% no último mês.



Mas o período foi histórico para a Toyota, que teve 18.598 unidades licenciadas em julho, o que corresponde a 11,45% de participação. É o recorde da empresa japonesa, cujo carro mais barato à venda no país é o Yaris, que parte de R$ 82.090.


Seguindo o ranking, bem alterado pela crise dos componentes, a Volkswagen caiu para a terceira posição (10,89%) e foi seguida pela Hyundai (9,32%) e Jeep (8,34%). Da sexta à décima posição ficaram: Renault (7,60%), Chevrolet (5,78%), Honda (3,70%), Nissan (3,43%) e Caoa Chery (2,32%).


“O número de emplacamentos, até agora, mostra que o setor, no geral, mantém sua trajetória de recuperação, com um volume total próximo ao que registramos nos últimos anos, antes da pandemia. E se a produção estivesse normalizada, principalmente, para automóveis, poderíamos ter um crescimento ainda maior do que o previsto para este ano”, afirma Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave, entidade que representa os concessionários de veículos novos.


OS MODELOS PREFERIDOS


Entre os produtos, o Fiat Argo liderou os emplacamentos em julho com 10.873 carros. Na sequência, outros dois Fiat: Strada (9.439), em segundo lugar, e o Mobi (8.059), em terceiro. Na quarta posição ficou o Hyundai HB20 (7.799) e, em quinto, a Fiat Toro (7.030).


Do sexto ao décimo colocados ficaram: Jeep Renegade (6.855), Jeep Compass (6.670), Toyota Corolla Cross (5.068), Renault Kwid (4.865) e Toyota Hilux (4.576).

SEMINOVOS EM ALTA


A escassez de veículos zero-quilômetro, provocada pela dificuldade na obtenção de peças e componentes pela indústria, favoreceu o mercado de usados. Em julho, as transações tiveram alta de 6,55% sobre junho, totalizando 1.425.219 unidades comercializadas - incluindo todos os segmentos do mercado, como carros, motos e caminhões.


O acumulado no ano, por sua vez, atingiu, aproximadamente, 8,8 milhões de unidades. Ou seja, crescimento de 55,78% sobre o mesmo período do ano passado. Em relação a julho de 2020, a alta foi de 25,04%.

A FORÇA DA BAHIA


No mercado estadual, liderança da Fiat com 24,37% dos emplacamentos de automóveis e comerciais leves zero-quilômetro em julho. A Chevrolet (12,52%) ficou em segundo e a Hyundai (11,90%) em terceiro. A Toyota (11,35%) conseguiu a quarta posição e Volkswagen (10,56%) a quinta.


No total desses dois segmentos, foram licenciados 6.328 veículos no último mês. O que representa um aumento de 2,05% em relação a junho deste ano e 9,22% em relação a julho de 2020. Apenas em Salvador foram emplacados 2.338 automóveis e comerciais leves novos em julho.


OS MAIS EMPLACADOS NO ESTADO
Duas picapes da Fiat lideraram os emplacamentos em julho na Bahia: Strada em primeiro com 518 unidades e Toro em segundo com 400 exemplares. O Renault Kwid (362) ficou em terceiro no geral, deixando o Hyundai HB20 (354) em quarto e o Jeep Compass (301) em quinto

O Corolla Cross foi um dos destaques da Toyota, marca que ficou com a vice-liderança em julho
O Kwid foi o carro de passeio mais vendido na Bahia em julho

Da sexta à décima posição ficaram: Fiat Argo (277), Toyota Corolla Cross (252), Toyota Hilux (203), Fiat Mobi (199) e Toyota Corolla (195). Dos dez primeiros, três picapes, dois SUVs, quatro hatches e apenas um sedã.

500 CHEGA AO BRASIL, MAS NÃO À BAHIA
Em uma estratégia conservadora, a Fiat lançou a nova geração do 500 no país. No entanto, o veículo será comercializado apenas em nove cidades, sendo que no Nordeste apenas Recife irá vender o subcompacto.


Importado da Itália, o simpático carrinho agora é elétrico e custa R$ 239.990. Seu propulsor entrega 118 cv de potência e o torque, que é entregue quase que instantaneamente, é de 22,4 kgfm. A autonomia com carga completa é de 320 km.

O Fiat 500e só será vendido em nove cidades brasileiras

LAND ROVER MILIONÁRIO
A Land Rover anunciou a chegada no Brasil da edição limitada SVR Carbon Edition para o Range Rover Sport. Produzida na Inglaterra pela divisão Special Vehicles Operation (SVO), a série especial conta com acabamento diferenciado em fibra de carbono por dentro e por fora.

A série especial do Range Rover Sport chegará ao país por R$ 1.033.950

Além disso, o SUV conta com um motor V8 que rende 575 cv de potência e 71,4 kgfm de torque. Com esse propulsor, o Range Rover Sport acelera de 0 a 100 km/h em apenas 4,5 segundos e chega aos 283 km/h. O número que impressiona é o preço: R$ 1.033.950.

ANIVERSÁRIO DO AUTOS
Neste mês, o suplemento automotivo do CORREIO completa 12 anos. Já estamos preparando uma edição especial, comemorativa ao caderno que já teve mais de 600 edições publicadas e é uma referência na cobertura da indústria e avaliações de veículos no país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário