Breaking

quinta-feira, 9 de setembro de 2021

Vídeos: Discussão entre Repórter e Advogado do homem que foi preso em Ferreiros após matar a menina Anielle

O homem suspeito de matar a menina Anielle Teixeira, de 11 anos, que foi encontrada morta nesta madrugada em João Pessoa, já está na Central de Polícia Civil da capital paraibana. Identificado por José Alex, ele foi preso na tarde desta quarta-feira (8), na cidade de Ferreiros, em Pernambuco, na casa de um cunhado. E, no fim da tarde, foi transferido por policiais paraibanos.




Conforme informações do delegado Rodolfo Santa Cruz, da Polícia Civil da Paraíba, o suspeito foi localizado depois de uma denúncia anônima. Ele foi preso pela polícia de Pernambuco. Ao chegar em João Pessoa, ele negou o crime e se declarou inocente.


De acordo com o suspeito, ele não fugiu, apenas foi até a casa de familiares em Pernambuco, e negou que tenha saído com a menina, conforme sustentando pela polícia.


Apesar de negar o crime, o homem já tinha sido identificado por testemunhas na manhã desta quarta-feira (8), mas seguia desaparecido. A casa dele, inclusive, foi invadida por populares no turno da manhã. O homem morava na casa com a mãe, mas no momento da invasão ninguém estava no local. Objetos foram quebrados e não houve feridos.


O corpo de Anielle foi encontrado na madrugada desta quarta-feira (8), em uma mata no bairro de Miramar, em João Pessoa. Ela estava desaparecida desde o domingo (5), depois de sair da praia do Cabo Branco de bicicleta com um homem. Conforme informações da Polícia Civil, o corpo da menina estava em avançado estado de decomposição e vestido apenas com uma blusa. A necrópsia do corpo da menina deve ser feita a partir desta quinta (9) porque precisou ser congelado por 24 horas no Instituto de Polícia Científica (IPC).



Homem era conhecido da menina

Conforme a delegada do caso, Luisa Correia, Anielle havia passado o sábado na praia com a mãe e com a irmã mais nova. A mãe decidiu dormir com as crianças em um quiosque cujos donos são conhecidos da mulher. Ela explicou que as taxas de transportes por aplicativo estavam muito altas, então resolveu ficar no local e ir embora de manhã cedo. Por volta das 5h, Anielle sumiu.


O suspeito teria esperado a mãe da criança dormir e chegou até o local de bicicleta, onde teria permanecido por algum tempo conversando com ela. Em seguida, os dois saíram de bicicleta pela orla do Cabo Branco. A delegada explicou que tanto a mãe de Anielle quanto o homem faziam bicos no local, portanto, ele era conhecido da menina.


Assista os vídeos abaixo.





Com informações do G1-PB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário